Homem X Mulher






Sobrevivendo nas Redes Virtuais


Dez mandamentos para que não te queimes em redes sociais

1 - Terás cuidado com tua foto
Você se cadastra em uma rede social qualquer. Se ela tiver um mínimo de ambição, vai pedir uma foto sua. Por quê? Porque as fotos ajudam a humanizar os participantes de uma rede social - você tem uma ideia melhor de quem é seu interlocutor. Por mais psicológico e sutil que seja esse efeito, ele existe, e isso atribui importância à foto. Então pense antes de recortar porcamente aquela foto do Orkut de seu colega que lhe mostra sem camisa na praia com o dente sujo, e arranje uma foto minimamente decente.

2 - Não esquecerás de quem te segue
A possibilidade de estar em contato com grande variedade de pessoas sempre foi celebrada como uma das melhores características das redes sociais. Mas é muito fácil esquecer dessas pessoas quando você está louco pra postar aquelas fotos do churrasco de domingo em que ficou de cueca com os amigos. Não, não faça isso. Lembre-se que seu chefe mala, um primo dedo-duro, sua mãe superprotetora ou sua ex-namorada violenta e obsessiva podem estar seguindo seus passos. Portanto, se não quiser se queimar, evite postar qualquer coisa que elimine completamente um potencial parceiro romântico ou que possa lhe colocar na prisão.

3 - Pensarás antes, escreverás depois
As redes sociais querem que nós compartilhemos o máximo possível de informações; é mais tráfego para elas. Por isso fica cada vez mais fácil postar aquilo que você está fazendo, ou pensando. Em breve, até patinetes deverão ter alguma conexão com o Twitter ou com o Facebook. Mas você não deve ser levado por esse impulso irracional de colocar cada bit que pensar, isso pode lhe colocar em maus lençóis. Então pense bem quando for postar qualquer coisa relacionada a problemas no trabalho, aventuras sexuais ou seus órgãos genitais.

4 - Não atualizarás o Twitter quando faltares ao trabalho
Quantas vezes você já não viu isso? De manhãzinha, o ser liga para o trabalho e diz que está doente. Mas ao longo daquele dia, o Twitter dele vai narrando uma série de passeios agradáveis, um parque, um sorvete, um shopping, e, se a pessoa for mais incauta, surgem fotos no fim do dia. Se o seu chefe lhe segue nas redes sociais e você for demitido (com razão, seu cara-de-pau), a culpa é sua.

5 - Evitarás a carência virtual
Aquele seu amigo que sempre reclama de tudo, da vida, da falta de amor no mundo e da pouca oferta de comida vegetariana adora colocar isso no status do Facebook, do gtalk ou do MSN. Isso é chato. Não fique reclamando dos céus e da Terra nesses microespaços onde só cabem lugares-comuns, ninguém quer ouvir lamúrias. Se você quer solidariedade, saia na rua e peça um abraço.

6 - Não serás mala
Por falar em chato, tem outra coisa que é condenável: correntes de e-mail. Você recebe uma apresentação em PowerPoint dizendo que 1 zilhão de crianças do Gabão estão passando fome. Ou que o filho do José Sarney controla metade do Senado e tem 834 parentes em cargos públicos, e o Brasil é uma vergonha. Ou que o amor é lindo (argh!). Não repasse isso para os outros. Se você acha que ninguém sabe disso, ou se acha que alguma coisa vai mudar porque você apertou alguns botões e ficou com a bunda sentada na cadeira, bem, você precisa mudar seus conceitos.

7 - Não escreverás como se fosses um energúmeno
Não é só porque sua bigoduda professora de português da terceira série não está olhando que você precisa chacinar a Língua Portuguesa. Às vezes parece que se faz de propósito. A pessoa come várias letras para escrever mais rápido para depois ficar dez minutos procurando um smile que mais combine com seu estado de espírito. Não custa nada cultivar a boa gramática também no mundo virtual. Pelo menos você não emburrece.

8 - Não adicionarás pessoas com quem nunca mais vais falar
Sabe aquele antigo colega de escola, com quem você não falava muito, que você achou na comunidade que falava mal do seu colégio, do cheiro de mimeógrafo e da barba da professora de ciências? Se já naquela época vocês tinham pouco assunto em comum, não será hoje, depois de cada um ter seguido um caminho na vida, que vocês vão magicamente voltar a se falar. Não seja romântico ou ingênuo: nenhuma conversa de vocês vai durar mais do que trinta linhas. Se não quiser seus contatos cheios de gente com quem você não fala, faça um favor a si mesmo: não adicione pessoas com quem já sabe que não vai falar.

9 - Desapegar-te-ás
É a falta de desapego que lhe impede de apagar aquela “amiga” que você carrega nas redes sociais desde os tempos do ICQ. Desapegue-se, filho. Amigo em rede social é que nem roupa, se você não usa há mais de um ano, doe (ou seja, exclua). Isso vai deixar você menos estressado, porque haverá bem menos contatos pra gerenciar, e não vai ter aquele mala que sempre fica online e lhe impede de ver o status de seus amigos de verdade.

10 - Não serás mala
Só reiterando.

Refletindo...


Nesse momento não tenho nenhum amigo a quem possa desabafar ou chorar em seu ombro, então vou chorar aqui mesmo.
Hoje me sinto impotente contra os problemas do mundo, me sinto desprotegido...
Algumas portas batem em meu rosto e isso dói profundamente...
Sinto falta do amor fraterno, do amor que cura, que preenche...
Onde estão os amigos?
Onde estão os amores? (Que amores, e isso existe?)
Porque não me sinto amado por ninguém? (Aliás, acho que nunca fui mesmo, quem vai amar um idiota romântico?)
Porque tenho essa necessidade de ser feliz? (Sou humano desgraça, tenho essa necessidade também... Que pergunta mais sem necessidade do universo.)
Talvez seja apenas um devaneio, um momento...
Por favor, alguém faz isso parar... Pois tenho vontade de chorar e não consigo! (novidade pra mim...)
Não costumo chorar por meus problemas... (Eu também não)
Não costumo nem sequer pensar neles... (Concordo)
Mas há momentos que não resisto, desabo sim... Sou apenas um ser humano, e preciso espernear um pouco... (É meu caro, concordo contigo, às vezes não dá mesmo e o melhor é colocar pra fora.)
Como queria nesse momento deitar na areia da praia, sentir a brisa em meu rosto,nesse momento meus problemas nada representariam, visto que sou uma parte minúscula do universo e meus problemas são um nada comparado a tudo isso.
Às vezes fica difícil viver nesse mundo capitalista e vazio onde as pessoas só pensam em competir...
Tento não deixar a minha chama apagar em meio a furacões e tempestades...
Vou vivendo um dia após o outro tentando cicatrizar feridas sem que fiquem cicatrizes... (Isso é quase impossível, há feridas tão PROFUNDAS que nunca cicatrizarão)
Sinto-me só... (Muito mesmo)
Nasci só e morrerei só... (É o sentido da vida, infelizmente...)
É triste mais é verdade...
Na verdade ninguém tem culpa...
Eu só preciso respirar fundo... Dormir um pouco pq tudo na vida passa (Como diz a música: “Mas tudo passa, tudo passará. E nada fica, nada ficará. Só se encontra a felicidade. Quando se entrega o coração”. Nelson Ned)
Sei que isso é apenas uma fase e que nada é superior ao poder de Deus...
Sim, nada é superior, e é nele que nos apoiamos quando estamos sós e necessitados, pois mesmo que não o possamos ver face a face, podemos sentir sua presença e temos a certeza de que ele está olhando por cada um de nós.

Sorry...Desculpas...Excusa...


A gente às vezes tem tanta convicção de que tudo que fazemos é o certo que nem paramos pra pensar se é de fato.
Perdemos tanto tempo construindo justificativas e afirmativas para que os outros acreditem em nós que mesmo que não estejamos corretos, nós passamos a acreditar que estamos.
São tantas atitudes impensadas que tomamos em prol da nossa verdade que esquecemos da verdade daqueles que nos cercam.
Mas será que estamos sempre certos?
Óbvio que não.
Mas tente falar isso pro nosso inconsciente!
E nessa 'transitoriedade da vida', entre um afirmativa falsa e outra verdadeira, nem percebemos o quão isso pode ser prejudicial.
Eu falo por experiência própria: sou teimoso e orgulhoso demais pra dar o braço a torcer. Tenho muita dificuldade em pedir desculpas. Ainda que eu consiga me colocar no lugar do outro, tento impor a ele o meu pensamento. E não consigo tentar entender o jeito dele de pensar.
E sem ver, essa minha maneira de ser acaba por afastar as pessoas do meu convívio. São amigos que aos poucos vão deixando de lado uma convivência com esse cabeça dura, familiares que esse cabeça dura deixa de conviver por discordar. Enfim, vou criando em volta de mim uma cerca daquilo que eu mais detesto: preconceitos!
E quando eu percebo, acho que pode ser tarde demais pra tentar reorganizar isso tudo. Esses amigos provavelmente não voltaram mais. E quem perde com tudo sou eu!
Hoje eu percebi o quanto fui intolerante com muita gente, o quanto fui mesquinho, o quanto fui ignorante, insensível. O quanto eu perdi. E quanta gente eu perdi...
Mesmo sabendo que - quase - nenhuma dessas pessoas irá ler isso - até porque a maioria delas nem sabe que eu tenho um blog! - eu acho que esse é, por enquanto, o único espaço que tenho pra pedir desculpas.
Desculpas pelas vergonhas que te fiz passar.
Desculpas pelas vezes que fui grosso, intolerante, insensato.
Desculpas por não ver que você(s) pensa(m) de forma diferente de mim.
Não tenho nem cara mais pra dizer que vou mudar, porque já fiz essa promessa tantas e tantas vezes, inclusive pra mim mesmo, que não acredito mais que consigo cumprir!
Só o que posso esperar é o entendimento dos meus erros e seu perdão!

Viver Nâo Dói


"Definitivo, como tudo o que é simples. Nossa dor não advém das coisas vividas, mas das coisas que foram sonhadas e não se cumpriram. Por que sofremos tanto por amor? O certo seria a gente não sofrer, apenas agradecer por termos conhecido uma pessoa tão bacana, que gerou em nós um sentimento intenso e que nos fez companhia por um tempo razoável, um tempo feliz.

Sofremos por quê? Porque automaticamente esquecemos o que foi desfrutado e passamos a sofrer pelas nossas projeções irrealizadas, por todas as cidades que gostaríamos de ter conhecido ao lado do nosso amor e não conhecemos, por todos os filhos que gostaríamos de ter tido junto e não tivemos, por todos os shows e livros e silêncios que gostaríamos de ter compartilhado, e não compartilhamos. Por todos os beijos cancelados, pela eternidade.

Sofremos não porque nosso trabalho é desgastante e paga pouco, mas por todas as horas livres que deixamos de ter para ir ao cinema, para conversar com um amigo, para nadar, para namorar. Sofremos não porque nossa mãe é impaciente conosco, mas por todos os momentos em que poderíamos estar confidenciando a ela nossas mais profundas angústias se ela estivesse interessada em nos compreender.

Sofremos não porque nosso time perdeu, mas pela euforia sufocada.Sofremos não porque envelhecemos, mas porque o futuro está sendo confiscado de nós, impedindo assim que mil aventuras nos aconteçam, todas aquelas com as quais sonhamos e nunca chegamos a experimentar. Como aliviar a dor do que não foi vivido? A resposta é simples como um verso: Se iludindo menos e vivendo mais!!!

A cada dia que vivo, mais me convenço de que o desperdício da vida está no amor que não damos, nas forças que não usamos, na prudência egoísta que nada arrisca, e que, esquivando-se do sofrimento, perdemos também a felicidade. A dor é inevitável. O sofrimento é opcional."


Carlos Drummond de Andrade

Ilha...

Encontrei esse texto em um dos muitos blogs que visito diariamente. Não me recordo qual. Se alguém souber, que se manifeste para os devidos créditos...


Quando era pequeno
Aprendi que uma ilha
É um pedaço de terra
Cercado por água por todos os lados
Pode ser habitada
Ou não
Hoje, mais velho
Percebo que pessoas podem ser ilhas
Algumas de medo
Algumas de conforto
Engraçado pensar
Que depois que a gente cresce
Algumas pessoas acreditem
Que não precisamos mais de carinho
Muitas (não) atitudes se perdem
Nas intenções
Muitos de nós
Crianças ou não
Precisamos de um afago
Do abraço apertado
Da certeza declarada em alto
E bom som
Valeu a pena ter nascido
Vivido
Amado
Plantar a semente do amor
Em alguns corações
Importante ter consciência
Que ao lado de minha ilha
Tem outra ilha
Que alguém às vezes até sofre calado
Esperando algo
De algum lugar
Não tenha receio de ser bom
Deixe o orgulho de lado
Ouvir "eu te amo" é maravilhoso
Mas aprendi que só conseguimos ouvir
Quando aprendemos a dizer
Minha ilha transborda amor
Em alguns momentos não sei
O que é terra
O que é água.

Edilson Cravo

UPDATE: O Serginho Tavares lembrou que o texto é original do Blog Lua2Gatos, mas eu vi o texto no BinhoSampa

abcs